7 diferenças entre Armazém Geral e Self Storage

7 diferenças entre Armazém Geral e Self Storage

O problema da falta de espaço é muito comum nas empresas. Não há espaço suficiente para guardar mercadorias, documentação, itens pouco utilizados, móveis e materiais que não podem ser jogados fora etc. Nesse sentido, alugar um espaço externo é uma opção conveniente para conseguir otimizar o local e a sua organização. Atualmente, as principais opções são o armazém geral ou o self storage.

Muito diferentes entre si, é importante conhecer as características de cada um para fazer uma escolha adequada. Para isso, entenda a seguir 7 diferenças entre essas duas opções.

Estrutura

A primeira diferença entre essas duas modalidades diz respeito à estrutura como um todo. Um armazém geral normalmente é um ambiente fechado, mas que possui um layout mais aberto. Isso significa que se o armazém for compartilhado, como normalmente acontece, os itens de diferentes clientes dividirão o mesmo espaço.

No caso do self storage o ambiente é dividido em boxes de tamanhos específicos para atender às necessidades dos clientes e cada um é acessado individualmente. Isso aumenta a conveniência do self storage e facilita a organização em geral. Além disso, ele conta com uma vantagem estrutural: você pode alugar boxes maiores conforme a sua necessidade sem que haja a necessidade de reorganizar todos os seus itens, por exemplo.

Segurança

No armazém geral, é bastante comum que os itens fiquem expostos a outras pessoas, o que não proporciona segurança. Manter itens de valor, por exemplo, pode significar dor de cabeça.

Por outro lado, um self storage é uma opção completamente segura. Quem aluga recebe uma chave ou senha que garante o acesso individual e exclusivo ao box, impedindo que haja falhas na segurança.

Acesso

A segurança, inclusive, está diretamente relacionada à diferença de acesso. No armazém geral, quem aluga pode acessar o local livremente, inclusive os funcionários. Com isso, diversas pessoas podem utilizar o mesmo espaço, o que compromete a integridade de itens.

Já no self storage o acesso é exclusivo por parte de quem aluga o box. Se você não fornecer sua chave ou sua senha de acesso para outra pessoa, ninguém mais poderá entrar no lugar sem que você saiba.

Quanto aos horários, o self storage também é mais flexível. Há opções, por exemplo, em que você pode chegar ao local, digitar sua senha de entrada e ter acesso automático ao ambiente dentro do horário estabelecido.

Já em um armazém geral, muitas vezes, é preciso marcar horários ou mesmo depender de uma disponibilidade específica de funcionários e fiscais do ambiente, o que diminui a conveniência do aluguel.

Diante de uma emergência, então, pode-se dizer que o self storage apresenta maior comodidade ao cliente e empresa.

IPTU

O Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) é um imposto cobrado para todos os imóveis dentro de um município, incluindo opções de armazenamento. A principal diferença, entretanto, é o impacto que o imposto tem no preço.

No caso do armazém geral é bastante comum que haja um repasse completo para o cliente, o que significa que você acaba pagando mais caro devido à estrutura do local, já que quanto maior é o imóvel, maior é o preço do imposto.

Embora no self storage também haja a cobrança desse tipo de imposto, a verdade é que, ao final, o valor não é repassado para o cliente e a parcela não é aumentada por mês. Como resultado, o serviço sai mais em conta e de acordo com a oferta inicialmente oferecida.

Limpeza e controle de pragas

Especialmente para quem vai armazenar documentos importantes do escritório, é necessário muito cuidado. Armazenar documentos em local incorreto, por exemplo, pode fazer com que os papéis fiquem desbotados, mofados ou mesmo totalmente corroídos, o que gera problemas extras.

Nesse sentido, é muito importante que o local de armazenagem escolhido seja bem limpo e, principalmente, tenha controle de pragas. O problema do armazém geral é que muitas vezes mesmo quando há esse tipo de controle, os itens de outro cliente no mesmo espaço podem afetar diretamente seus documentos.

Já no self storage há uma dedetização completa para controle de pragas e é feita a limpeza nas áreas comuns, fazendo com que seus itens — especialmente os documentos — fiquem protegidos.

Contrato

Em um armazém, normalmente o contrato é mais extenso e tem um período mínimo obrigatório de vigência. Se o cliente decidir que não precisa mais do armazém antes mesmo do contrato acabar, ele terá de pagar uma multa de rescisão.

De maneira oposta, o contrato do self storage é muito mais flexível e mais conveniente. Em vez de ter um prazo mínimo estipulado, o contrato é mensal com renovação automática. Se você quiser parar de usar seu espaço a qualquer momento, basta retirar os seus itens, sem maiores burocracias.

E por falar em burocracia, um contrato de self storage também exige uma documentação menos complexa, tornando o processo de aluguel mais simples e rápido.

Preço

Diante de tantas vantagens importantes você pode achar que o self storage tem, necessariamente, um preço muito maior do que o armazém geral, entretanto não é bem assim.

Primeiramente é preciso levar em conta que no armazém geral você pode terminar pagando por um espaço maior, o que significa um pagamento por algo que você não utiliza em sua totalidade. No self storage, você pode escolher opções de boxes menores e, portanto, mais baratos.

Além disso, é importante considerar pontos como conveniência e disponibilidade. Mesmo que o armazém geral se mostre um pouco mais barato, ele não permite o livre acesso aos seus objetos e cobrará para qualquer movimentação que você necessite. Com tudo isso em mente, o self storage é uma opção mais vantajosa.

Depois de conhecer essas 7 diferenças entre armazém geral e self storage fica mais fácil escolher a opção mais adequada para você, de acordo com o seu negócio. No geral, o self storage oferece maior conveniência, segurança e praticidade por um preço equivalente.

Percebeu que o self storage é o mais recomendado para você, já que traz tantos benefícios? Então veja as dicas de como escolher a melhor opção de self storage!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *